Segunda-feira, 12 de Dezembro de 2011

Posso dizer tudo o que quiser, que já não sinto nada por ti, que me és indiferente, mas é tudo mentira, quer dizer não sei se é mentira, mas quando te vejo com uma rapariga que seja fico com ciumes e com vontade de te matar.

Lembro-me do nosso primeiro beijo como se tivesse sido ontem, lembro-me de todos os pormenores mas sei que não me mereces, pois quando te perguntei qual foi o dia exacto em que começámos a namorar nem acertaste e sim, isso posso dizer que me magoou muito. Era tudo o que eu menos esperava de ti, pensava que eras diferente de todos os rapazes, mas afinal, és igual a todos, mesmo que digas que não, és, acredita que sim! Podes dizer que gostas mesmo de mim, mas o que é que me diz que é verdade? As palavras não bastam e tu nunca me mostras-te que isso era real, verdadeiro.

Mesmo que esteja a cometer um grande erro, é o melhor para nós, ficarmor separados e cada um tentar seguir a sua vida.

 

with Love

 

 


tags:

publicado por Marie Claire às 21:12 | link do post | comentar

3 comentários:
De Katherine J. a 12 de Dezembro de 2011 às 21:23
Gostei bastante do blog :)


De Cidade do Pecado a 13 de Dezembro de 2011 às 21:03
Como eu te compreendo. Eu cada vez que o vejo fico com um aperto no peito, mal consigo respirar :/


De Katherine J. a 13 de Dezembro de 2011 às 21:45
obrigada pela visita!


Comentar post

mais sobre mim
links
blogs SAPO
subscrever feeds